Síndrome de Peter Pan: os adultos que nunca deixam de ser crianças

Nega-se a crescer e adora divertir-se a fazer magia. É amigo de todos e não dispensa boas aventuras. Abomina obrigações e prefere espalhar sorrisos do que vestir o ar de sisudo na rotina dos adultos. Sabe de quem falamos? Peter Pan, claro. Ou será que se reviu nesta descrição? Se sim, então este artigo é para si.

Síndrome de Peter Pan. Este é o sintoma que foi aceite no mundo da psicologia após o livro “The Peter Pan Syndrome: Men Who Have Never Grown Up”, de Dan Kiley, em 1983.

Se não sabe o que é, nós explicamos. Esta síndrome abrange as pessoas que, na idade adulta, nunca deixaram de ser crianças e que ainda se encontram em estado de negação quando o assunto é envelhecer.

Em caso de dúvida, confira: quando existem crianças à sua volta, é aquela pessoa que veste a personagem e entra nos jogos? Relê e revê livros e filmes da sua infância vezes sem conta? Ainda joga a consola que estima religiosamente desde da sua juventude? Fica nostálgico com as músicas que passam na rádio, com os desenhos animados que dão na televisão ou até com os brinquedos que as crianças lá de casa têm? Pode fazer check à Síndrome de Peter Pan.

E porque o Dia da Criança – que se celebra no dia 1 de junho – também é o seu dia, fizemos uma galeria especial (e muito nostálgica) para que também festeje esta data.

Afinal, o mundo é tão especial quando visto pelos olhos de uma criança. Feliz dia!

Categorias
Cultura
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço