O Carnaval trocado por graúdos!

No Carnaval, ninguém leva a mal! Saiba aqui porquê, contamos-lhe tudo sobre esta festa popular e ainda lhe deixamos sugestões para se mascarar a preceito!

Só há uma forma de falarmos a sério sobre o Carnaval – temos de recuar às suas origens. De resto, é sempre sinónimo de diversão, folia e muita imaginação.

Origem

Festa de origem pagã que surgiu por volta de 600 a 520 AC na Grécia Antiga, com o objetivo de agradecer aos deuses pelas boas colheitas do ano, esta celebração foi depois adotada pela Igreja Católica como a festividade que marcava o período da “carnem levare” ou “carnis levale”, que significa na tradução literal “abstenção de carne”. O significado cristão da palavra remete para a época que antecede a Quaresma, altura do jejum da carne e de outras privações.

Logo, durante três dias – daí a expressão “a vida são dois dias, o Carnaval são três” – esta festa de rua era feita de pessoas mascaradas com diversos trajes que lhes permitia perder a sua individualidade quotidiana e experimentar um sentido elevado de unidade social. O consumo excessivo de álcool, de carne e de outros alimentos proibidos na Quaresma começaram a ter presença obrigatória em todos os carnavais, bem como a sátira social e a quebra de regras durante esses três dias. Sendo o quarto dia, a quarta-feira de Cinzas, o dia dedicado ao arrependimento e à expiação dos pecados.

Em Portugal

O nosso país tem uma longa tradição carnavalesca com raízes milenares. O Carnaval comemora-se sempre numa terça-feira, a 47 dias do domingo de Páscoa. As celebrações mais emblemáticas têm lugar em Torres Vedras, Ovar, Podence, Madeira, Loulé, Sesimbra, Estarreja, Nazaré e Elvas, e entre os elementos da folia portuguesa mais tradicionais estão os Caretos, figuras diabólicas e misteriosas caracterizadas por máscaras de nariz pontiagudo, e os Gigantones, bonecos de figura humana com três a quatro metros de altura.

Os desfiles de Carnaval são um dos pontos altos em Portugal, onde, por norma, é feita uma crítica social a diferentes níveis, desde o futebol, passando pela televisão, pela política, recorrendo sempre ao sentido de humor para satirizar o estado do país.

E agora que já conhece a origem e algumas curiosidades carnavalescas, espreite as nossas sugestões de fatos de Carnaval para si!

Categorias
Família
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço